LOAA79F_GC_fRRhwx7PFzWMyTvw

TRANSLATE (TRADUÇÃO)

RELÓGIO

DISTRIBUTED.NET


Distributed Computing

PESQUISAR NESTE BLOG

Carregando...

terça-feira, 5 de abril de 2016

CIDADÃO CIENTISTA

Inscreva-se neste blog, insira seu E-mail na caixa abaixo e clique em: Subscribe


Enter your email address:


Delivered by FeedBurner

Cidadão Cientista é um termo usado para cidadãos comuns voluntários que contribuem com a ciência mesmo não sendo cientista, qualquer um pode ser cidadão cientista voluntário contribuindo com a ciência sem precisar ter nível acadêmico, em todo o mundo existe cidadãos cientistas contribuindo em larga escala com a ciência, são milhões em todo do mundo, mas no Brasil apesar de existir também cidadãos cientistas, ainda impopular e pouco divulgado, porém o movimento está começando a ficar conhecido com o avanço da internet no século XXI. Antes disso às vezes a pessoa até tinha vontade de ser um cidadão cientista, porém nem conhecia o movimento e também não tinha um organismo científico oficial de ciência para doar sua contribuição.

Como se define um cidadão cientista?

Um cidadão cientista se define no seguinte: se você contribui de uma forma oficial com algum organismo de ciência sem ser remunerado para isso, você é um cidadão cientista. Caso se você contribui de forma remunerada não se caracteriza um cidadão cientista e sim um funcionário da organização científica.

Abaixo listo alguns sites de projetos científicos onde você pode ser um cidadão cientista, estes projetos são os seguintes: BOINC, WIKIAVES, ZOONIVERSE, MARS ONEUWINGU e LSC - Citizen Scientists League (Liga de Cidadãos Cientistas).

Existem também outras formas de o cidadão cientista contribuir ou colaborar, alguns organismos (ou organizações) de ciência fornece equipamentos para você pesquisar e contribuir sem precisar sair de casa ou de sua cidade natal, como trabalhos de astronomia, radares e antenas de rastreamento de aeronaves, satélites, sísmicos (terremotos e maremotos). Outra forma em que o cidadão cientista pode contribuir (colaborar), diretamente para o projeto científico de sua escolha é o Crowdfunding (financiamento coletivo) nesta plataforma se coloca diversos projetos científicos de todo o mundo e o cidadão cientista escolha o projeto ou a área de seu interesse científico e o valor monetário que deseja contribuir. As cotas (valores monetários) variam de projeto para projeto, há projetos científicos que aceita até U$ 1,00 (um dólar) como contribuição, já outros taxam um valor mínimo de R$ 5,00 ou R$ 10,00, algo que não compromete a sua renda, mas geralmente da pra financiar excelentes projetos científicos na casa de R$ 20,00 ou R$ 30,00. Nestes tipos de contribuição monetária, os organizadores dos projetos científicos geralmente doam brindes como uma forma de recompensa ou reconhecimento, brindes esses que variam de: copos, canecas, camisas, bonés, certificados e diplomas de participação, viagens, visitas grátis ao local do ou sede do projeto além de o seu nome ou o nome sua organização ou empresa ficarem para sempre eternizado na ciência em placas memorativas como o projeto “Mars One” (que pretende levar cidadãos o homem a marte até 2015) e o projeto do Genoma do Mexilhão Dourado (Limnoperna fortunei), onde seu nome ficaria batizado numa enzima eternizado na ciência. Genoma do Mexilhão Dourado está sendo feita pela pesquisadora Marcela Uliano da UFRJ.

Genoma do Mexilhão Dourado
(1º projeto científico brasileiro financiado pelo Crowdfunding)


Vídeo explicativo sobre o projeto


Este projeto do Genoma do Mexilhão Dourado foi financiado pelo Catarse através da plataforma Crowdfunding (financiamento coletivo)

Alguns projetos científicos já usam esta plataforma Crowdfunding  (financiamento coletivo) como é o caso citado acima o Genoma do Mexilhão Dourado que foi o primeiro projeto científico brasileiro financiado por esta plataforma através do Catarse (site financiamento coletivo), outro projeto que também já usou e usa esta plataforma é o projeto Mars One projeto científico que pretende levar o homem a marte em 2015, o projeto vende cotas como monetárias e como brinde o cidadão cientista desde canecas, camisas, certificados até o banner do seu nome ou da sua empresa estampa na nave espacial do projeto, claro que a cota varia de valor mínimo a um valor máximo para ter esses privilégios, mas o importante é você contribuir com o projeto. Existem vários sites que você pode procurar projetos científicos para ajudar como: Catarse, Vaquinha, Kickante além de outros sites em inglês, basta você procurar o projeto de ciência de seu interesse e contribuir. Veja abaixo alguns projetos científicos que aceitam trabalhos e colaboração dos cidadãos cientistas:

Projetos científicos no Kickante
(projetos a espera de financiadores voluntáriso) 

Abaixo você ver o banner do projeto científico "Contribua com a pesquisa científica do Brasil" da famosa neurocientista brasileira Suzana Herculano, ela foi responsável por recontar os neurônios do nosso cerébro e derrubar aquele velho mito dos 100 milhões de neurônios, foi também por concluir em sua pesquisa que o fato do ser humano cozinhar alimentos contribuiu para o nosso intelecto ao longo dos anos.

BOINC: Berkeley Open Optimization Infla-Estructure Network Computation ou (Berkeley Infra-Estrutura aberta para Computação em Rede). É um programa de computador open source de código aberto (software livre) desenvolvido e distribuído pela Universidade da Califórnia (Berkeley) coordenado pelo cientista David Anderson, o programa usa computação distribuída onde os computadores dos cidadãos cientistas doam o processamento do tempo ocioso de seu computador para projetos científicos cadastrados na plataforma BOINC, de acordo com cada área científica e o projeto que você escolheu. Funciona da seguinte forma: Os projetos científicos precisam de grande poder de computação suas pesquisas e nestes casos eles montam uma super rede mundial na nuvem para obter ajuda dos voluntários, esses grandes volumes de dados é então distribuídos para milhões de computadores de usuários em todo o mundo, o seu computador analisa os dados e reenvia de volta os valores obtidos para o servidor central do projeto científico, diminuído assim a quantidade gigantesca de dados que levariam milhares de anos para ser resolvido por um único computador é como se o projeto científico fosse extrair o suco de laranja, porém lá eles teriam de obter milhares de máquinas para descascar e espremer a laranja e talvez o orçamento do projeto não permitisse isto seria como se cada usuário (cidadão cientista) descascasse uma laranja, espremesse o suco e separasse a semente, enviando somente a solução líquida para o laboratório, e lá desta forma os cientistas não teriam mais a trabalheira da laranja, seu tempo então seria para apenas para desidratar a laranja e deixando somente em pó e desta forma ele pode pegar uma pequena quantidade do pó e estudar em qualquer momento com mais detalhes, uma vez que a solução líquida esta conservado no pó sem água para decompor isto aqui é uma explicação conotativa que fiz para você entender melhor como que funciona toda engenharia do BONC. O bom desta plataforma BOINC é vários usuários pode contribuir para o mesmo projeto e quanto mais computadores conectados neste projeto, mais as cotas dos trabalhos ficam pequenas e assim diminuem o fardo pesados de dados para poucos computadores. O BOINC possui oficialmente em média 40 projetos científicos cadastrados em sua base (existem outras dezenas de projetos que rodam no BOINC, porém em fase beta e alfa), pois estes 40 projetos citados já passaram pela fase e beta e já são garantidos pelo BOINC. A curiosidade é que o BOINC apesar de ser mundial não tem nenhum projeto científico brasileiro cadastrado na plataforma apesar de existir milhares de brasileiros cadastrados na plataforma, a contribuição dos Brasil no ranking mundial está na 30ª posição com média (verificar os Teraflops) numa lista de mais de 200 países, os EUA é o primeiro da lista. 
Posição do Brasil no Ranking Mundial
(30ª posição)

Dica: para visualizar melhor  clique sobre a imagem


Contribuição do Brasil em poder de Computação
(38 GigaFLOPS)



Você pode configurar o BOINC de acordo com a capacidade do seu computador ou ainda deixar que o computador faça a configuração automática, ou seja, deixar no modo básico do BOINC, ou seja, não mexer nas configurações, a dica que dou se você tem conhecimento de intermediário a avançado e souber fazer configurações no seu computador, você pode personalizar o tempo a ser doado, caso seja simples usuário pode deixar na configuração básica que o BOINC controla tudo, se você se cadastrar em vários projetos como no meu caso é importante deixar a partilha da do computador em 100% esta é única observação que você deve olhar nas configurações. Os projetos científicos cadastrados no BOINC emitem certificado de participação por equipe e participação por usuário. Para saber mais de como configurar o BOINC Clique Aqui

ZOONIVERSE: Este site permite que os cidadãos cientistas possam ajudar os cientistas a catalogar corpos celestes como estrelas além de outros projetos de diversas áreas como: biologia, física, meio ambiente entre outros. O projeto é simples e fácil de usar, bastas criar uma conta no site e seus dados (estatísticas) ficam armazenados no site e você escolhe se quer ou não compartilhar suas estatísticas nas redes sociais. Existem dezenas de projetos na plataforma Zooniverse em diversas áreas como física, astronomia, biologia, meio ambiente entre outras.


Projetos disponibilizados pelo Zooniverse



WIKIAVES: Plataforma online brasileira que cataloga aves de todo o Brasil, nesta plataforma o cidadão cientista pode criar uma conta e enviar fotos vídeos e sons das aves. Os seus dados são disponível junto ao seu perfil e para o público, assim é possível ver sua contribuição.


Página do WikiAves com um perfil de usuário
(perfil de um cidadão cientista cadastrado)



LSC - Citizen Scientists League (Liga de Cidadãos Cientistas): Como o próprio nome já diz neste site o cidadão comum e o cientista amador pode enviar seus dados e os resultados de seus trabalhos de qualquer parte do mundo, o seu pode ser analisados por cientistas profissionais parceiros do LSC - Citizen Scientists League (Liga de Cidadãos Cientistas). este site é uma espécie de intercâmbio e compartilhamento.


MARS ONE:  É uma fundação científica sem fins lucrativos criada em 2011 por: Bas Lansdorp e Arno Wielders que irá estabelecer a vida humana permanente em Marte.  Em outras palavras Mars One vai colonizar o planeta Marte isso mesmo que você está pensando este é o projeto da Mars One enviar seres humanos para lá sem retorno, o transporte será apenas de ida. Em Abril de 2013 foi lançado a fase de inscrições dos candidatos onde somaram se mais de  200 mil inscritos em todo mundo  em apenas 2 semanas 78 mil se inscreveram, em 30 de dezembro de 2013 saiu o resultado do 1º corte dos pré-selecionados, dos mais de 200 mil, apenas 1058 passaram para a próxima fase. De todos brasileiros que concorreram, somente a brasileira Sandra o único finalista que está na final. Abaixo cocê ver uma campanha de arrecadação para financiar os estudos de alimentos que seriam produzidos em Marte.
Campanha de Arrecação
(Crowdfunding)



UWINGU: Neste projeto os organizadores vendem lotes (terreno no espaço), mas você não poderá construir uma casa na galáxia de Andrômeda, o que o projeto vende na verdade é o direito de você colocar batizar o nome deste corpo celeste com o seu nome, nome da ONG ou da sua empresa, além do seu nome ser validado oficialmente por organizações científicas espaciais, também ficará eternizado na literatura científica,

Detalhe do mapa de Marte
(terrenos loteados para terráqueos)



DÚVIDAS?

EU SOU DIVULGADOR CIENTÍFICO ENTRO NA CATEGORIA DE “CIDADÃO CIENTISTA”? Não, pense em uma organização sua e uma de outra pessoa, na sua organização você presta serviço para você mesmo, ou seja, para sua organização e a ajuda que você recebe vêm de outras pessoas, então os voluntários são as pessoas que estão ajudando sua organização, então você pode até prestar um serviço de divulgação científica, mas não se enquadra como cidadão cientista porque a organização ajudada em si é sua. Porém se você recebe contribuição de cidadãos para ajudar sua organização que por fim ajuda outra organização científica aí sim você se enquadra na categoria de cientista cidadão, uma vez que você também a está contribuindo com outra organização, ou seja, prestando um serviço de voluntário sem ser remunerado por isso.

O QUE É UM CIDADÃO CIENTISTA? Um indivíduo que presta serviço não remunerado a uma organização científica, de forma não oficial, ou seja, o cidadão presta o serviço, mas não tem vínculo empregatício e também não tempo para entrar ou sair, ou seja, ele ajuda o quanto ele poder e o tempo que quiser.

EU SOU UMA PESSOA JURÍDICA (EMPRESA) PODE SER UM CIDADÃO CIENTISTA? Sim apesar do termo “cidadão” ser um substantivo masculino referente ao indivíduo, tanto pessoa física quanto jurídica pode ajudar e contribuir, o que diferencia apenas é se você vai querer divulgar seu nome como empresário ou somente o nome da sua empresa, no caso de você optar por divulgar seu nome, você se enquadra na categoria de “cidadão cientista” já se você optar por querer divulgar o nome da sua empresa ao invés do seu nome, aí se enquadra na categoria de “empresa cidadã da ciência” uma vez que não se podem misturar os substantivos, mas a causa é a mesma ciência cidadã estou diferenciando apenas o substantivo masculino do feminino por uma questão de redação. Para a pessoa jurídica o benefício e o reconhecimento é ainda maior uma vez que a empresa vai ter um canal a mais de divulgação, pois há clientes que só se envolve e interessa com empresas que tem comprometimento com alguma causa social e essa é na maioria das vezes de clientes exigentes que tem um poder de compra maior, ou seja, interessa a empresa.

COMO É O PROCESSO PARA SE TORNAR UM CIDADÃO CIENTISTA? o princípio básico é você gostar de ciência, na o existe nenhuma oficialização ou curso, você não precisa ir ao cartório autentica nada, pois não se trata de uma obrigação e sim uma contribuição voluntária. Por tanto se você gosta de futebol, você não vai contribuir com um projeto de moda e vice-versa. O segundo passo é procurar uma organização científica que aceita trabalhos de voluntários amadores, ou seja, você não precisa ser um cientista para ser um cidadão cientista, outra forma de ser um cidadão cientista é você financiar monetariamente projetos científicos cadastrados em plataformas de financiamento coletivo (Crowdfunding) como os sites: Catarse, Vaquinha, e Kichante) nesta forma você financia a cota que cabe em seu bolso não necessariamente precisa ser R$ 100,00 ou R$ 1000,00, com apenas R$ 20,00 ou R$ 30,00 você já pode contribuir, alguns projetos aceita até U$ 1,00 como contribuição.

QUAIS ORGANIZAÇÕES OU PROJETOS CIENTÍFICOS ACEITAM CONTRIBUIÇÃO (COLABORAÇÃO) DE CIDADÃOS CIENTISTAS? Não é toda organização ou projeto científico que aceita ou que disponibiliza este serviço, mas aqui lhe apresento alguns que já tenho experiência que são os seguintes projetos: BOINC, WIKIAVES, ZOONIVERSE e LSC - Citizen Scientists League (Liga de Cidadãos Cientistas), MARS ONE e (ver outro que aceita nome para catalogar objetos espaciais). Todos estes citados aqui você contribuir sem sair de casa, o que você terá de ter apenas é um computador conectado e internet.

CIDADÃO CIENTISTA É REMUNERADO OU RECEBA BENEFÍCIO EM TROCA? Não, o serviço é voluntário, as organizações ou projetos científicos que aceita este trabalho não pagam nada em troca, alguns dão certificados e brindes, mas não é uma regra, por tanto se a organização ou projeto quiser recompensar o voluntário, isto depende de cada projeto, por exemplo, no BOINC existem projetos que paga prêmios em milhares de Dólares ou Euros para o usuário ou equipe que bater o recorde estabelecido ou para quem resolver o enigma primeiro, mas isto vai depender também do poder de computação que você está doando, tipo numa competição dessas com um simples PC você não conseguir, ou seja, terá de possuir no mínimo umas 10 máquinas tipo core i7. Outras organizações, dependendo da cota que você contribui podem sortear viagens para conhecer o país ou o laboratório do projeto e conhecer pessoalmente os cientistas que você esta ajudando.

QUAL O NÍVEL DE INSTRUÇÃO PARA PARTICIPAR? Nenhum, não há nenhuma exigência de nível de escolaridade como regra para participar, as organizações não exigem nenhum nível acadêmico para você participar.

QUAIS FERRAMENTAS EU PRECISO PARA PODER PRESTAR UM SERVIÇO DE CIDADÃO CIENTISTA? Depende de cada projeto, alguns projetos vão exigir que você tenha algum acessório tipo: Câmera Digital ou um Smartphone para um serviço de campo, mas com o avanço da tecnologia, a maioria dos projetos científicos vai exigir que você tenha no mínimo um computador conectado à internet

EU SOU OBRIGADO A PERMANECER NO PROJETO ATÉ A CONCLUSÃO DO ESTUDO OU ATÉ FINAL DA MINHA VIDA? Não como o processo é voluntário, você pode sair na hora que quiser sem necessidade de dar esclarecimentos ou explicações para a organização que recebia sua ajuda, o importante é que você já contribuiu, ou seja, plantou uma sementinha que vai germinar, nascer, florir e dar frutos e esses frutos servirá para nós mesmo e para gerações futuras.

EU POSSO PARTICIPAR DE PROJETOS DE QUALQUER PAÍS OU SOMENTE DE PROJETOS CIENTÍFICOS BRASILEIROS? Você pode participar de projetos científicos de qualquer país, a plataforma aberta WikiAves, por exemplo, é uma organização brasileira, já o BOINC é internacional, aceita voluntários de todo o mundo.

Fonte:




http://enderecodaciencia.blogspot.com.br/p/sobre-o-autor.html



Seja também um Parceiro se você tem um site ou blog que enquadra na categoria: CIÊNCIA, TECNOLOGIA, ÁREAS DO CONHECIMENTO E AFINS podemos ser parceiros e inserir link e banners em ambos,clique aqui e saiba como.  

Nenhum comentário:

ARQUIVO DO BLOG

MARCADORES (TAGS/PALAVRAS-CHAVE) EM ORDEM ALFABÉTICA

100 mil 14 bis 1916 2011 2012 2013 2015 2016 21 gramas 2º turno A PLANETA AZUL a teoria de tudo ABC@home abl abril ACADEMIA acesso acustica acústica africultura agenda agenda cientifica agnosticismno agnostico agricultura agronomia agropecuaria agropecuária Albert@home alberte einstein alberto alexandria algore alma Amazonas ambiente Amozônia analfabetismo cientifico anchieta anestesiologia anestesiologia.antropologia animação animações animações científicas animais aniversário ano ano bissexto antropologia ao vivo aplicativo APOLO apresentação aquecimento global area arqueologia ASSOCIAÇÃO asteroids asteroids@home astrofísica ASTRONAUTICA ASTRONOMIA astronomo astronomy ateismo ateu atheism ateu atheist australia aviaçao aviao bate papo BIBLIOTECA BIG BANG biofísica biografia bioinformatica biologia Biologia Saúde biologo bioquímica biosfera Bitcoin Utopia blaise pascal blog boinc botanica BRASIL brasileiro brinquedo britanico cafe calendario câmara dos deputados canal canal de jerbialdo canal futura câncer capsaicina Capsicum caranguejo carl sagan CAS@HOME catalogo cego cegueira centopeia CENTRO cerebro certificado CHANNEL charles darwin chat China cidadão cientista ciencia CIÊNCIA ciência cidadã ciencia da computação ciencia dos materiais ciencia e tecnologia ciencia infantil CIÊNCIA NUA E CRUA ciencias atmosfericas ciencias da terra e atmosfericas científico cientistas cientistas brasileiros cientometria cigarro CITIZEN SCIENCE GRID clima Climate Prediction climatologia colaborador Collatz Conjecture colonização de marte colunista COMETA comos computação distribuida comunidade congresso contemporaneo cosmologia cosmos crianças cultura CURIOSIDADE curiosidades científicas DARWIN DARWIN TUNES DATA datas científicas dendrologia Denis@home descartes Descobrindo Mistérios do Genoma dia dicas dilma DISCOVERY divulgação científica divulgador científico documentário Doodle Dr house e=mc² eco ECOLOGIA economia economia ambiental eddington educação einstein Einstein@home ENAST encontro endereco endereço da ciência enfermagem engenharia engenharia aeroespacial engenharia biomedica engenharia eletrica e eletronica Enigma@Home enquete entomologia Escala Scoville espaço espaço criança espinoza estatisticas estatísticas ESTATÍSTICAS CIENTÍFICAS estimativas estudos etnicos etnohistoria eu maior EUA europa report eventos exatas exposição extensão facebook farmacêutico farmacia febrace feira de ciencias ferramenta ficçao cientifica FIFA filme FILMES filosofia filosofia (logica) filosofico filosofo Find@Home FIOCRUZ fisica física força gravitacional fosfoetanolamina fundaçaõ fundação futura GALILEU game gênero Capsicum genetica Genoma Genoma do Mexilhão Dourado geofisica geologia geral (area diversas GERAL (ÁREAS DIVERSAS) -Continuação 1 GERAL (ÁREAS DIVERSAS) -Continuação 2 Gerasim@Home GIFS giordano bruno GLOBO google GPUGRID gravidade gravitation wave GRID Gridcoin hangout hidrologia hipatia historia HISTÓRIA hoje homenagem homenagens human humano humor humor cientifico Ibercivis@home ich ignorancia cientifica imagem imagens IMPA imunologia infantil Inglaterra instituto invenção ipcc IRRELIGIÃO ISON iss jerbialdo jogos john nash jornal jornalismo científico juno kids lago Leiden Classical leonard mlodinow LHC@home ligo lingua.einstein LINKS literatura científica livro loja LUA MAÇA madame curie maenas Carcinus magazine magno MalariaControl.net maligna marcelo gleiser marie curie mars one marte matematica MATEMÁTICA (Continuação) -1 material colaboração matrix MAVEN mecanica medicina MEDICINA (Continuação) - 1 MEDICINA (Continuação) - 2 medida de tempo meio ambiente melhor impossivel membros mês meteorito metrologia micologia microcefalia MIDIA MilkyWay@home MindModeling@Home Moo Wrapper mulheres mundial MUNDO MUSEU musica ateista musica cientifica MÚSICAS CIENTÍFICAS nacional nasa NATIONAL GEOGRAPHIC CHANNEL neoprasia neurociencia NEWTON NFS@Home nietzschie nobel NumberField@Home nupesc nutriçao o universo numa casca de noz oceoanografia Ole Romer olho OLIMPIADA onda gravitacional online OPEN ZIKA organizações ornitologia padre parceiro parceria Patente PATENTES patologia patricia galvão pesquisa pesquisa fapesp Peter Medawar PI 0800463 pimentas pint of science planeta PLANETÁRIO plugin podcast Poem@Home poliamor poligamia POUSO prêmio prêmio top blog prêmio top blog 2015 presidente previsão PrimeGrid probabilidade programa PROGRAMS PROPRIEDADE INTELECTUAL psicanálise psicologia psicoterapia psiquiatria publicação publicações estrangeiras publicações nacionais QUAKE CATCHER NETWORK quase deuses quimica radio radio cientifica Radioactive@Home raios ramo ranking rankings cientificos RAP CIENTÍFICO rastreador reclame aqui reconhecimento REDES SOCIAIS Reino Unido relatividade geral religiao reporter revista REVISTA NATIONAL GEOGRAPHIC revista ciência hoje revista ciência hoje das crianças REVISTA MUNDO ESTRANHO REVISTA NATIONAL GEOGRAPHIC REVISTA: SCIENTIFIC AMERICAN BRASIL REVISTA: SUPERINTERESSANTE RNA Wolrd Rosetta@Home ROYAL sando santos dumont SAT@Home satelite saúde saude ambiental science science vlogs scientometria scientometrics scietometric scimago SECULARISMO SEM FÉ sem religiao semana Semana Mundial do Espaço semiotica senado serie SÉRIE SETI Seti@Home sexologia SI sistemas de informação sistemas diversos site SITES Slooth snct sociedade SOCIETY sociologia socrates SOM SOM DO BIG BANG sonda spinoza stephen hawking substância sintética SYMPHONY OF SCIENCE SZTAKI Desktop Grid tabaco technology tecnologia tecnologia educacional tempo teologia teoria da conspiração terra Teste Organoléptico de Scoville The Lattice Project The Sky Net Pogs TOC top blog TOP1 TOP500 topblog 2012 toxicologia TRIPULADO turim tutoriais tv um cientista uma história Uncovering Genome Mysteries Universe@Home universo uwingu velocidade critica velocidade da luz velocidade de escape VÊNUS VERDADEIRA vídeo videos virologia vírus visao visualização vlogs voluntariado científico votação vulcanologia webby awards webometrics wikiaves Wilbur Scoville World Community Grid world grid community World Space Week WSW youtube Yoyo@Home zika zika virus zoologia zooniverse